POR UMA VISÃO QUE NÃO REDUZ | Duas Estantes

POR UMA VISÃO QUE NÃO REDUZ

POR ROSI MELO

Demorei um tempo até parar para escrever, como agora faço, sobre Fisheye, terceira obra da cearense Kamile Girão (autora de Outubro Yume). Finalizei a leitura há mais de duas semanas e desde então estava me perguntando como exatamente ia falar sobre esse livro.

Capa da “Fisheye”, que foi lançado pela Editora Wish através de uma campanha de financiamento coletivo

A minha dificuldade em escrever sobre a obra foi provocada principalmente pelo fato de ela abordar um assunto delicado e que precisa sim ser mais discutido na literatura. Fisheye conta a história de Ravena Sombra, uma adolescente que tem a vida virada de cabeça para baixo ao descobrir que sofre de retinose pigmentar, uma doença degenerativa e incurável que gradativamente a deixará cega.

Testemunhar como Ravena, uma menina popular, linda e vaidosa, os amigos e os familiares ao seu redor reagem ao diagnóstico da doença é ao mesmo tempo um retrato angustiante e realista. A forma com a autora nos faz compreender melhor a doença e suas implicações na vida da personagem é bastante sutil e interessante.

Kamile Girão

Mas nem só de sofrimento vive Ravena. Afinal de contas, a doença não define uma pessoa. Ravena é uma menina de personalidade forte, antenada em cultura pop, fã de carteirinha dos Beatles e de fotografia. Acima de tudo, Fisheye é um romance sobre aceitação e autoconhecimento, amizade e companheirismo. Uma história que faz o leitor refletir sobre o quão superficial é viver de aparências e o quão importante é você ser quem você é e aproveitar a vida ao máximo, sem medo de ser feliz.

Uma narrativa bem costurada, que é inclusive ambientada em Fortaleza, cheia de personagens autênticos em sua complexidade (o que dizer de Micael?? <3), bem escrita e com uma identidade visual que é puro bafo!

EXTRA EXTRA: Clique aqui para ler uma entrevista linda da autora para o blog Leituras da Bel.

Comentários

Nenhum comentário em "POR UMA VISÃO QUE NÃO REDUZ"