Os desafios que eu topei para 2018 | Duas Estantes

Os desafios que eu topei para 2018

Por Kelly Garcia

Talvez você, leitor, já tenha estipulado todas as suas metas para 2018 neste fim de janeiro. Já eu estava pesando aqui se publicaria essas metas ou não, porque tenho que cumpri-las dessa vez. Quem sabe publicando aqui eu me torne mais organizada em 2018? Os dados estão lançados.

Como 2017 foi um ano bastante bom em termos de leituras, quero manter essa qualidade. Entretanto, em 2018, acredito que não terei nenhuma parceria, portanto terei de me contentar com os livros que tenho e com os que der para comprar. Em 2016 e 2017, estivemos com a Companhia das Letras e a Moinhos. Também recebi alguns livros da Pandorga e da Rocco. Se por um lado, isso é ruim, já que não poderei receber gratuitamente os lançamentos, por outro é bom porque vou focar em ler os livros que já estão na estante.

Ano passado, também participei em março do desafio Mulheres para Ler, de Iara Piccolo, do canal Conto em Canto. Em 2018, ela ampliou o desafio para o ano inteiro e já marquei na minha agenda. Comecei 2018 com Anarquistas, graças a Deus, da autora nacional Zelia Gattai. Mas ainda estou na metade.

Conheci essa belezinha por causa desse vídeo:

Minha singela edição comprada por 15 reais no sebo do Geraldo, em Fortaleza

Também participo de dois clubes do livro, o do IG Acho que li, de Marcella Giovanini, que escolhe livros de vários autores e gêneros e o meu As meninas, em que lemos só mulheres, a cada dois meses.

Me desafiei ainda a ler 12 livros cristãos até dezembro. Já estou no segundo. Li a Bíblia toda em 2017 e comecei a jornada de reler em 2 anos. Está sendo incrível.

Meu material de estudo do ano passado e dos próximos dois anos.

Para acompanhar meus filhos, também estou selecionando 12 livros juvenis e 12 livros infantis para 2018. E o que aparecer que me ajudar nas finanças, nos estudos, na educação das crianças e com receitas, também estarei adicionando e colocando no Instagram.

É isso. Me aguardem.

Comentários

Nenhum comentário em "Os desafios que eu topei para 2018"