AS ESCRITORAS DE NOSSA ESTANTE – Parte 1 | Duas Estantes

AS ESCRITORAS DE NOSSA ESTANTE – Parte 1

POR KELLY GARCIA*

Neste mês de março, iremos participar do desafio #mulheresparaler, proposto pelo Canal Conto em Canto, da youtuber Iara Nogueira. Conheça mais sobre o projeto aqui. Logo, logo, tem videozinho meu passando na nossa TL.

Da minha TBR, quero ler esse mês, ou pelo menos começar, além de Fugitiva, de Alice Munro e A casa, da cearense Natércia Campos.

 

Livro que está sendo lido pelo meu clube do livro As Meninas

Eu costumo ler muitas mulheres, de todos os gêneros. Mas, para minha surpresa, nesse ano de 2017, não li nenhuma ainda. Como pode? Não sei. E nem tinha percebido isso. Quantas pessoas estão como eu? E olhe que eu estou no clube de leitura As Meninas, que lê somente mulheres.

Quando tento puxar pela memória minhas autoras preferidas, a que chega primeiro é Marilyn French, autora feminista americana que escreveu Mulheres, um pouco depois da emancipação feminina dos anos 1970. Esse foi um livro que me acompanhou durante toda a vida, mas que só li há dois anos. Estava no index de livro proibidos da minha mãe. E muito sujo pelo tempo que estava em caixas que passaram por algumas mudanças. Mas foi uma leitura que mudou minha vida, tanto pela identificação com as personagens, apesar da distância temporal e também de ambiente.

Essa é a minha edição, do Circulo do Livro, que minha mãe era sócia. Não sei onde vende, só vi na Estante Virtual

Depois, vem a contemporânea gaúcha Letícia Wierzchowski, autora de A casa das sete mulheres, que foi adaptado como minissérie da Globo. Depois de a entrevistarmos para outro blog, descobrimos que inclusive esse livro tem uma continuação, Um farol no Pampa, que está aqui na minha estante na espera. Aguardemos.

Também fui impactada pela chilena Isabel Allende, depois de ler A casa dos espíritos e Do amor e de sombras. Já tinha assistido ao filme algumas vezes, mas foi maravilhoso ler essa obra e ainda mais porque ela trata de um tema que sempre me atrai: as relações familiares reais que tanto inspiram os escritores. Para quem não viu o filme, tem no Netflix, viu?

A minha edição, da BestBolso, tem os dois que eu cito. Vira, vira. Foi superbaratinha, acho que uns R$ 12

Maria Valéria Resende, ganhadora do Jabuti com Quarenta dias em 2015, me rendeu horas de puro encanto com a também premiada obra Outros cantos, ano passado. Ler palavras que ouvi tantas vezes, mas nunca tinha visto impressas me deixaram com o coração quente. Gerou aquela identificação que te faz pensar: eu conheci pessoas desse jeito, em um cenário igual. Mas eu estava nos anos 1990 e não em plena ditadura.

 

Para quem não sabe da historia pessoal de Maria Valeria Rezende, ela é freira e participou ativamente de projetos de educação na época da ditadura, inclusive, em várias partes do mundo. Ela é incrível!

 

Entre as que pretendo ler ainda esse ano:

Eliane Brum – Conheço a jornalista pelos textos publicados em revistas e jornais, mas fiquei interessada no romance Uma, duas, que expõe uma relação conflituosa e difícil de mãe e filha. Parece ser um soco no estômago, mas quero mesmo assim.

Zelia Gattai – Mais conhecida, infelizmente, por ser a esposa de Jorge Amado, fiquei desejando o seu primeiro livro, Anarquistas, graças a Deus, pelo comentário da youtuber Tatiana Feltrin, do canal Tiny Little Things. Relações familiares, São Paulo da primeira metade do século XX, imigrantes. Para mim, essa relação sempre funciona, portanto já quero.

Jorgeana Jorge – Depois de ler seu livro físico À espera de um adeus e acompanhar no wattpad os primeiros capítulos da sua continuação Desafiados a amar, fiquei vidrada. Só não comprei ainda porque não sou muito fã do formato e-book. Mas isso deve ser superado em breve. É um romance cheio de reviravoltas e bem parecido com a realidade de inúmeros casais. Recomendo demais, especialmente para quem é cristão.

 

*Este post integra a contribuição do blog Duas Estantes ao projeto #mulheresparaler. Conheça mais sobre a iniciativa: https://contoemcanto.com.br/mulheres-para-ler-912d5a3485d5#.fwwsj46td.

Comentários

Nenhum comentário em "AS ESCRITORAS DE NOSSA ESTANTE – Parte 1"